Como saber se um site está acessível?

Entenda melhor alguns princípios e diretrizes, presentes nas WCAG.


Há uma série de recomendações para uma internet mais acessível. Em 2008, o W3C e especialistas do Google, Microsoft, IBM e empresas especializadas em acessibilidade criaram as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG).

Entenda melhor alguns princípios e diretrizes, presentes nas WCAG, que os sites devem seguir:

Atende o necessário

  • Fornecer alternativas textuais para qualquer conteúdo não textual (tabelas, gráficos,
    fotos, captcha);
  • Fornecer alternativas para multimídia (lembre-se de incluir audiodescrição);
  • Criar conteúdo que possa ser apresentado de modos diferentes, sem perder informação ou estrutura;
  • Tornar mais fácil a visualização (contrastes, tamanho etc.) e a audição de conteúdos, incluindo as separações das camadas da frente e de fundo aos usuários (sabe aqueles banners com propagandas ou informação que se movem rapidamente na tela? É possível deixá-los acessíveis também!).

Controle de navegação

  • Fazer com que todas as funcionalidades estejam disponíveis no teclado;
  • Dar tempo suficiente para os usuários lerem e usarem o conteúdo;
  • Não projetar conteúdo de uma forma conhecida por causar ataques epiléticos (cuidado com as imagens e luzes piscantes!);
  • Prover formas de ajudar os usuários a navegar, localizar conteúdos e determinar onde se encontram (colocar o link do menu completo no canto esquerdo superior da tela faz toda diferença para as pessoas com deficiência visual! Mas lembre-se de escrever um link bem explicadinho e deixá-lo com área de click maior, o que também ajuda muito os que têm dificuldades motoras).

É fácil de entender

  • Tornar o conteúdo de texto legível e compreensível;
  • Fazer com que as páginas da web apareçam e funcionem de modo previsível;
  • Ajudar os usuários a evitar e corrigir erros.

Feito para durar

  • Maximizar a compatibilidade entre as interfaces utilizadas pelos usuários, incluindo os recursos de tecnologia assistiva (ou seja, ele deve ser criado para ser acessado perfeitamente de qualquer dispositivo e navegador, tanto agora, quanto no futuro).

Você quer uma web para todos?

Abrace essa causa com a gente e compartilhe com seus amigos!